Home2020-07-17T11:33:06+00:00

A Neurociência pode ser
muito mais atrativa.

Um neurocientista pode se especializar em uma ampla gama de campos, da neuroanatomia à neuropsicologia. A pesquisa nesse campo pode melhorar nossa compreensão do cérebro e do corpo, como eles funcionam e os problemas de saúde que os afetam.

Neurociência Cognitiva

O estudo de como a biologia produz funções psicológicas. Na neurociência cognitiva, os pesquisadores exploram a relação entre circuitos neurais e processamento mental.

Neurociência Comportamental

Aplicação de princípios biológicos ao estudo do comportamento em humanos e animais. A neurociência comportamental – comumente referida como biopsicologia – concentra-se nos mecanismos cerebrais que sustentam o comportamento.

Neurociência Celular

O estudo de neurônios e suas propriedades fisiológicas em nível celular. A neurociência celular se concentra em como o cérebro se desenvolve e muda ao longo do tempo, à medida que responde às experiências.

O que é a Neurociência?

Em termos brutos, a neurociência é a ciência do cérebro. Menos grosseiramente, é o estudo científico do sistema nervoso. A neurociência analisa o que faz o cérebro e o sistema nervoso funcionar: processos biológicos e químicos. Como o cérebro funciona tem sido estudado desde a era dos antigos egípcios, mas a neurociência se desenvolveu rapidamente como disciplina nos últimos anos, englobando elementos da biologia molecular, comportamento humano, anatomia e muito mais.

Neurociência, Neurociência no Brasil, Neurociência Fácil

Sistemas Neurais

O estudo de sistemas e circuitos neurais, com foco em complexidades como a forma como os circuitos neurais são formados e como eles produzem funções como reflexos, memória e respostas emocionais. Uma área chave da pesquisa é como as redes de neurônios sustentam processos e comportamentos complexos.

Neurociência, Neurociência no Brasil, Neurociência Fácil

Neuropsicologia

O estudo da neurociência e da psicologia. Os neuropsicólogos se concentram nas relações entre o cérebro e o funcionamento neuropsicológico – normalmente, as mudanças de comportamento após uma doença ou lesão neurológica.

Mal de Parkinson

Um distúrbio degenerativo do sistema nervoso, o Parkinson causa comprometimento das células nervosas do cérebro que controlam o movimento, afetando também as habilidades de tomada de decisão de uma pessoa.

A neurociência está ajudando a melhorar o entendimento do curso da doença de várias maneiras, incluindo a criação de modelos computacionais que oferecem informações sobre a força das conexões na região dos gânglios da base do cérebro. Como as conexões diferem nos pacientes com Parkinson pode ajudar os cientistas a criar terapias personalizadas para padrões de degeneração neural.

Doença de Alzheimer

Caracterizada pela deterioração cognitiva, a doença de Alzheimer leva a um declínio nas habilidades intelectuais de uma pessoa e pode causar mudanças na personalidade e no comportamento. Através da neurociência aplicada aos animais, os pesquisadores descobriram que a perda de memória associada à idade pode ser reversível usando uma abordagem de transferência de genes.

Em estudos com macacos, os cientistas identificaram que os neurônios de controle em uma área do cérebro diminuem com a idade e param de produzir os produtos químicos regulatórios que afetam a capacidade de raciocínio e a memória. Ao inserir um fator de crescimento nervoso nas células e injetá-las novamente no cérebro dos macacos, os cientistas conseguiram restaurar a contagem e a função celular, fornecendo informações valiosas sobre o potencial de tratamento de distúrbios relacionados à idade em humanos

Doença de Huntington

Um distúrbio neurológico que causa movimentos involuntários e intelecto comprometido, o de Huntington é causado por uma sequência de DNA defeituosa que cria proteínas tóxicas e danifica os neurônios dos pacientes. A doença de Huntington ainda não tem cura, mas a neurociência está ajudando a encontrar uma solução.

Vários tipos de terapia de edição de genes foram aplicados através de pesquisas nos últimos anos, mas um novo sistema foi gerado em 2018 que mostrou promessa em termos de ser mais seguro e mais específico do que as criações anteriores. O sistema desenvolvido mais recentemente foi capaz de cortar uma cadeia de DNA, desativar o gene defeituoso e impedir a produção da proteína tóxica, fornecendo dados vitais para informar uma possível cura futura para a Huntington.

Como a Neurociência ajuda na Psicologia?

Com a neurociência focada em conjuntos físicos de propriedades e a psicologia focada nas contrapartes mentais, as duas disciplinas podem parecer diferentes. No entanto, a neurociência tem um papel a desempenhar na psicologia. De fato, longe de serem disciplinas completamente não relacionadas, a psicologia e a neurociência podem se complementar de várias maneiras. Juntas, as duas áreas podem ajudar a responder perguntas sobre cognição e comportamento, desenvolvimento neural, neuropsicofarmacologia e plasticidade, por exemplo.

Compreender como o cérebro funciona em um nível científico e utilizar tecnologias como scanners cerebrais pode ajudar a identificar correlações entre o cérebro e os estados mentais. A neurociência criou maneiras novas e avançadas para os cientistas avaliarem os processos biológicos subjacentes ao comportamento, o que, por sua vez, permite que os profissionais tomem decisões mais informadas sobre intervenções e tratamentos mentais.

Neurociência e Psicologia: um casal feliz?

Neurociência e Psicologia: um casal feliz?

Existem, indiscutivelmente, diferenças distintas entre as disciplinas da neurociência e da psicologia – mas é isso que torna a relação entre esses dois assuntos tão fascinante. Os avanços na neurociência ajudam a solidificar a teoria psicológica em alguns casos; em outros, a neurociência fornece avanços que desafiam os modos clássicos de pensar. Enquanto isso, a psicologia fornece informações vitais sobre a complexidade do comportamento humano – o produto de todos esses processos neurais. Um serviço exclusivo que combina neurociência e psicologia, a Gray Matters International fornece soluções que transformam vidas que mesclam essas duas áreas, oferecendo bem-estar executivo personalizado, abuso de substâncias e terapia de relacionamento.

Últimos Posts

Ver todos os Posts

Para aprender mais sobre a Neurociência no Brasil e entender melhor como funciona o mundo da Neurociência Fácil, leia meus últimos posts clicando abaixo

Entre em contato comigo

Não perca a oportunidade de me enviar uma mensagem e entre em contato comigo para sanar todas as suas dúvidas sobre a Neurociência no Brasil

Enviar Mensagem